Forum Endometriose - 2012, 2013 & 2014
October 25, 2014, 02:11:26 AM *
Welcome, Guest. Please login or registre.

Login with username, password and session length
News:    

 
   Home   Help Search Login Register  
Pages: [1]   Go Down
  Print  
Author Topic: Benefícios da Pílula Contínua - Gestinol  (Read 6524 times)
Lu-lu
Full Member
***

Karma: +0/-0
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 153


« on: January 16, 2009, 04:54:59 AM »

As mulheres que acham que menstruar é coisa do passado já podem ficar mais tranqüilas. Acaba de ser publicado um estudo brasileiro na revista norte-americana Contraception que comprova que o uso contínuo da pílula anticoncepcional tem os mesmos efeitos na mulher que a pílula tomada com pausa mensal. Segundo o coordenador do estudo, Dr. Rogério Bonassi Machado, alguns médicos acreditavam que o uso contínuo poderia deteriorar o perfil metabólico das usuárias. “O estudo mostrou que não, e confirmou que a pílula contínua se comporta da mesma maneira do que a usada com pausas, podendo ser uma boa alternativa de contracepção”, afirma o médico ginecologista e chefe do Departamento de Tocoginecologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí. Além disso, a taxa de amenorréia (ausência de sangramento) foi crescente a partir do terceiro mês de tratamento, atingindo 81%.
Não é nova a discussão sobre a necessidade da pausa mensal durante o uso de contraceptivos orais combinados. Ela acompanha a pílula desde o início da sua utilização, na década de 60. Muitas mulheres, porém, ainda acreditam que o sangramento tem alguma função, como tentar aproximar ao ciclo menstrual natural, “limpar” o organismo dos hormônios, certificar que não engravidou e prevenir o sangramento inesperado. Segundo o organizador do estudo, porém, “nenhuma dessas razões têm comprovação científica”.

 

Para as mulheres que consideram o sangramento mensal indesejável, seja por sintomas apresentados nesse período ou até por questões pessoais, a contracepção contínua pode ser uma opção segura, segundo o estudo realizado na Faculdade de Medicina de Jundiaí. Durante a pesquisa, não foram observadas alterações no peso e na pressão arterial das pacientes; houve baixa incidência de efeitos adversos; a taxa de amenorréia (ausência de sangramento) foi crescente a partir do quarto ciclo de observação e atingiu 81% ao final. Houve redução nos níveis de LDL (colesterol ruim) e aumento do HDL (colesterol bom) e triglicerídeos; houve aumento não significativo nos níveis de insulina e manutenção da glicemia. “Em conclusão, pôde-se demonstrar que o uso contínuo da associação etinilestradiol 30 mcg/gestodeno 75mcg, por 24 semanas, associou-se a efeitos clínicos satisfatórios, com manutenção dos níveis pressóricos e do peso corporal; a alterações metabólicas semelhantes às observadas em usuárias de pílulas com pausas mensais e a elevada taxa de amenorréia após o terceiro ciclo de tratamento”, afirma o Dr. Rogério Bonassi.


« Last Edit: January 16, 2009, 04:57:36 AM by lutg » Logged
Lu-lu
Full Member
***

Karma: +0/-0
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 153


« Reply #1 on: January 16, 2009, 04:56:03 AM »

A pílula de uso contínuo testada no estudo foi o Gestinol 28, produzido pela Libbs Farmacêutica há cerca de três anos. É indicada para mulheres que querem interromper a menstruação por um período determinado ou para tratamento dos sintomas da menstruação, como cólicas muito fortes, enxaqueca e tensão-pré-menstrual. O Dr. Rogério Bonassi explica que “além de evitar a gravidez, a adoção da pílula anticoncepcional de uso contínuo minimiza os incômodos da menstruação e diminui os riscos de doenças como endometriose e câncer de ovário”.

 

O estudo, denominado “Aspectos clínicos e metabólicos da associação contraceptiva
etinilestradiol 30 mcg / gestodeno 75 mcg em uso contínuo”, foi desenvolvido por existirem poucos relatos na literatura científica acerca de parâmetros clínicos e do impacto metabólico em usuárias de pílulas contínuas por longo período. A pesquisa envolveu 45 voluntárias, com idade entre 18 e 35 anos, durante 24 semanas (seis meses), o maior período de estudo realizado com esse método anticoncepcional.

Mais benefícios comprovados
 

Um outro estudo realizado com o Gestinol 28, apresentado no 8º Congresso da Sociedade Européia de Contracepção em Edimburgo, na Escócia, comprovou mais um benefício deste tipo de medicamento: ele é eficaz na prevenção da endometriose, uma doença que atinge uma em cada dez mulheres no mundo todo. O estudo, realizado no Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana (CEPARH), em Salvador (BA), mostrou que 38% das mulheres operadas de endometriose que não utilizaram o contraceptivo voltaram a apresentar cistos endometrióticos, enquanto no grupo tratado com Gestinol 28 não houve nenhuma recorrência. O estudo prova que é possível tratar as dores e prevenir a recorrência da endometriose a partir de um método simples, barato e com poucos efeitos colaterais.


« Last Edit: January 16, 2009, 04:58:01 AM by lutg » Logged
Lu-lu
Full Member
***

Karma: +0/-0
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 153


« Reply #2 on: January 16, 2009, 04:56:31 AM »

Para as mulheres que sofrem com as indesejáveis cólicas menstruais, a pílula anticoncepcional de uso contínuo também pode ser uma boa opção de tratamento. Sua eficácia foi comprovada em outro estudo clínico, também realizado no Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana (CEPARH), em Salvador (BA). O coordenador do estudo, Dr. Hugo Maia Filho, professor do Departamento de Ginecologia da Faculdade de Medicina da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e diretor de pesquisas do CEPARH, explica: “O uso de anticoncepcionais orais bloqueiam o ciclo hormonal natural e a ovulação, o que impede a produção excessiva das prostaglandinas. Esta substancia, produzida pelo endométrio (parte interna do útero que se descama durante a menstruação), a partir do estímulo dos hormônios ovarianos, em excesso, está relacionada com o aparecimento das cólicas menstruais dolorosas”. O estudo revelou que o uso contínuo da pílula Gestinol 28 (gestodeno associado ao etinilestradiol) reduz em mais de 80% os níveis de prostaglandinas no sangue menstrual, comprovando sua eficácia no tratamento das cólicas.
« Last Edit: January 16, 2009, 04:58:26 AM by lutg » Logged
Lu-lu
Full Member
***

Karma: +0/-0
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 153


« Reply #3 on: January 16, 2009, 04:56:58 AM »

Autor : Ana Carolina Prieto
Créditos : Ana Carolina Prieto
Fonte : Segmento Comunicação Integrada

Retirado do site: http://www.universodamulher.com.br/index.php?mod=mat&id_materia=4216
« Last Edit: January 16, 2009, 04:59:01 AM by lutg » Logged
Lu-lu
Full Member
***

Karma: +0/-0
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 153


« Reply #4 on: January 16, 2009, 05:00:17 AM »

Gente, to começando a achar que tenho que tomar o Gestinol...não entendi porque duas médicas, entre elas a Dra. Rosa, me deixou com a pílula normal com pausa.... Droga! Odeio dúvidas!
Logged
By@RJ
Hero Member
*****

Karma: +7/-5
Offline Offline

Gender: Female
Posts: 1036


EndoAmigas/RJ. Grupo de apoio a portadoras de endo


WWW
« Reply #5 on: January 16, 2009, 01:25:10 PM »

Lutg, nesta situação, o melhor a fazer é conversar com o doc mesmo.

Eu já usei Gestinol 28 e foi mto tranquilo, até meu dignissimo organismo "rejeitar" o medicamento. Aff... Foi antes de usar o zoladex. Pelo menos deu pane já na hora de trocar p/o zola, rs.

Dentre os vários médicos que passei durante minha vida, teve um que quis insistir em um tratamento que não estava funcionando. E dava p/ver isso facilmente! Como não tinha feito a video ainda e, na época nem podia, por causa da carência, ele quis permanecer no tal tratamento que p/mim já não adiantava mais - depo provera.
Porém, como não podia fazer a video naquele momento, senti que ele estava "me cozinhando", até eu poder fazer a cirurgia.

Não estou dizendo que seja este seu caso, mas se vc se sente como eu me sentia na época - insegura, procure outra opinião. Foi o que fiz na época. O novo doc mudou meu tratamento e esperamos pela vídeo. Na verdade, acabei não fazendo a video com ele pois já não era mais meu doc, rs, até pq nem cheguei a fazer o tal tratamento pq, p/variar, meu organismo teve voz própria. De novo...  Shocked
Aff... minha história de endometriose é mto complicada mesmo, mas enfim, o que digo é que precisamos nos sentir seguras Wink

Td de bom p/vc

BjÔ  Kiss
Logged

By@RJ
EndoAmigas/RJ. Cadastre seu e.mail e receba informações sobre Endometriose. endoamigasrj@yahoo.com.br
Pages: [1]   Go Up
  Print  
 
Jump to:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1 RC3 | SMF © 2001-2006, Lewis Media Valid XHTML 1.0! Valid CSS!